Saiu no Doc
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

PROTOCOLO DE RETOMADA SEGURA DAS ATIVIDADES NAS LOJAS MAÇÔNICAS DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

 

DIRETRIZES

 

DISTANCIAMENTO SOCIAL

A ocupação máxima permitida será de até 40% (trinta por cento) do Templo Maçônico.

Verificar a temperatura corporal de todos através de termômetro infravermelho, sendo impedidos de adentrar nas dependências da Loja com temperatura superior a 37,5 ºC.

Recomenda-se que o controle da temperatura aconteça em cada acesso da Loja por todos que adentrem o espaço, tanto na entrada quanto na saída ainda que sejam diversos acessos no mesmo dia.

Distanciamento de 1,5m entre as pessoas, em pé ou sentadas em todos os ambientes, internos e externos, sinalizando posições no piso e cadeiras sempre que necessário.

Evitar-se, em todos os momentos, quaisquer situações que possam acarretar na formação de filas ou acúmulos de pessoas.

Suspender, durante o período de duração da pandemia, a intervisitação entre diferentes Lojas Maçônicas.

Restringir aglomerações nos banheiros e corredores.

Suspender, durante o período de duração da pandemia, os momentos de alimentação no ágape.

Exigir que os obreiros do quadro da loja e funcionários que não se sintam bem, que apresentarem sintoma de síndrome gripal (febre, mesmo que relatada, tosse ou dor de garganta ou coriza ou dificuldade respiratória) que procurem atendimento médico e fiquem em casa. Serão considerados suspeitos de portarem COVID-19, devendo ser testados (PCR-RT), só podendo retornar às atividades após 14 dias do primeiro sintoma, caso todos os sintomas tenham findado, ou caso esteja munido do resultado negativo;

Caso os obreiros do quadro da Loja ou funcionários tenham tido contato com alguém da mesma casa ou contato por mais de 10 minutos em uma distância inferior a 1 metro com alguém confirmado com Covid-19, deverá fazer o teste diagnóstico para a detecção do vírus, RT-PCR. Se por questões financeiras isso não for possível, deverá aguardar no mínimo 7 dias assintomático para retornar.

Recomenda-se que os pertencentes ao grupo de risco, por terem idade acima de 60 anos ou outras comorbidades, deverão trabalhar em regime de teletrabalho, ou, receber especial atenção e cuidado, executando sempre atividades que englobem menor risco de contaminação;

 

HIGIENE PESSOAL

Exigir o uso de máscaras ou protetores faciais nas dependências das Lojas.

Exigir o uso e/ou disponibilizar os EPIs necessários aos funcionários das Lojas Maçônicas, além daqueles de uso obrigatório, como máscaras, principalmente para atividades de limpeza, retiradas e troca de lixo, manuseio e manipulação de alimentos e aferição de temperatura e outros cuidados médicos.

Recolher e efetuar a desinfecção dos EPIs reutilizáveis, tais como aventais, protetores faciais, e protetores auriculares, ou disponibilizar local adequado para que o funcionário o faça diretamente.

Adotar rotinas de higienização das mãos, como utilização de água e sabão. Caso não seja possível a lavagem das mãos, utilizar imediatamente higienizante adequado para as mãos, como álcool.

Disponibilizar álcool em gel 70% em todos os ambientes, incluindo o Templo Maçônico e garantir a higienização das mãos de todos, antes da entrada delas nas dependências da Loja

Orientar os funcionários para que não compartilhem objetos pessoais, tais como fones de ouvido, celulares, canetas, copos, talheres e pratos, bem como para que realizem a higienização adequada neles.

Orientar Maçons para que evitem tocar nos próprios olhos, boca e nariz, e evitem contato físico com terceiros, tais como beijos, abraços e aperto de mão.

Indicar aos funcionários e Maçons os locais específicos para descarte de máscaras, recomendando troca periódica, de acordo com as instruções do fabricante e as indicações dos órgãos sanitários e de saúde.

Implementação de monitoramento da efetividade das medidas de proteção e avaliação da adesão de todos os envolvidos aos protocolos, cabendo, a qualquer momento, mudanças nas estratégias para torna-las mais efetivas.

 

LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO DE AMBIENTES

Aperfeiçoar e reforçar os processos de limpeza e higienização em todos os ambientes equipamentos, incluindo piso, estações de trabalho, máquinas, mesas, cadeiras, computadores, entre outros, ao início e termino de casa dia intensificar a limpeza de áreas comuns e de grande circulação de pessoas, principalmente durante o período de utilização do local.

Efetuar higienização das lixeiras e o descarte do lixo frequentemente e separar o lixo como potencial de contaminação (EPIs, luvas, máscaras etc) e descarta-los de forma que não ofereça risco de contaminação e em local isolado.

Adotar a utilização de barreiras físicas sempre que a distancia mínima entre pessoas não puder ser mantida.

Sempre que possível, manter os ambientes abertos e arejados.

Ar- Condicionado – Quando possível, evitar o uso de ar condicionado. Caso seja a única opção de ventilação, instalar e manter filtros e dutos limpos, além de realizar a manutenção e limpeza periódicas do sistema de ar condicionado. Manter equipamentos de ar condicionado ligado do inicio ao fim das atividades caso possua renovação de ar interno.

Utilização na entrada tapete sanitizante contra COVID-19.

Submeter todos os ambientes a um intenso processo de desinfecção prévia, especialmente os locais de atendimento, os banheiros e as áreas de acesso público, seguindo as indicações das autoridades sanitárias e dos profissionais pertinentes;

Eventuais bebedouros coletivos deverão ser fechados, devendo ser utilizadas garrafas individualizadas;

Separar lixo com potencial de contaminação para descarte (Equipamento de Proteção Individual - EPI, luvas, máscaras, etc.), seguindo as normas da vigilância sanitária em todos os setores, para evitar o transporte do lixo possivelmente contaminado pelo estabelecimento;

Providenciar, sempre que possível, a manutenção de portas e janelas abertas, privilegiando a ventilação natural e minimizando o manuseio de maçanetas e fechaduras;

 

COMUNICAÇÃO PARA MAÇONS E FUNCIONÁRIOS

Fixar cartazes e informes como:

As principais medidas e recomendações e/ou distribuição de folder digitais com estas informações, orientações preventivas a serem adotadas nos ambientes maçônicos, público e de convívio familiar social, em todos os canais de comunicação do GOSP, admitida o meio online.

Orientação ostensiva aos maçons, funcionários, colaboradores e público, inclusive por meio de cartazes afixados, banners, panfletos, áudios, vídeos, e-mails, etc., sobre o uso correto dos Equipamentos de Proteção Individual – EPIs, sobre a necessidade e forma correta

 

Publicado no DOC de 04/09/2020 – p. 03

0
0
0
s2sdefault