Aconteceu no SINESP

>>>A Audiência do dia 9/8, assim como a anterior de 2/8, contou com manifestação e protesto do SINESP e grande participação da categoria!

>>>A denúncia do conteúdo do projeto, o protesto contra a postura intransigente da prefeitura e a exigência de negociação de verdade, que não ocorreu antes, deram o tom das manifestações dos Servidores nas Audiência do PL 428/22, da Campanha Salarial 2022.

>>>Os governistas da CCJ, ansiosos por destruir as Carreiras Públicas e os serviços prestados à população, aprovaram o PL nessa Comissão no dia 3/8.

>>>A primeira votação em plenário seria realizada na quarta, 10/8, mas a pressão dos dirigentes do SINESP e demais Entidades do Fórum fizeram a sessão ser suspensa e remarcada para 16/08, 15h.

>>>A mobilização continua e precisa ser muito forte!! O SINESP conta com a participação de categoria!!

VEJA AQUI A AUDIÊNCIA de 9/8, realizada na Comissão de Administração Pública.

 

Representantes do SINESP e demais Entidades do Fórum comparecem unidos às audiências de 2/8 e 9/8 e ocuparam a tribuna para protestar junto com a categoria, que lotou o Plenário.

Repudiaram o PL feito às escondidas e imposto pelo governo sem debate e negociação com os trabalhadores. Cobraram respeito e retomada das tratativas entre a administração e o fórum das Entidades. Criticaram o absurdo de o governo dizer que o PL valoriza os Servidores, quando faz o contrário.

No dia 2/8, o Dirigente João Alberto Rodrigues de Souza reafirmou a reivindicação do Fórum, defendida pelo SINESP, de reajuste de 46% para todos os servidores, ativos e aposentados, referente à reposição integral da inflação e das perdas acumuladas da categoria.

Denunciou a postura da prefeitura, de sequer apresentar as fundamentações do PL às Entidades, e a desfaçatez dos representantes do governo que, em suas falas, fizeram de conta que não existe abono na proposta e não lembraram que os salários deles e do prefeito tiveram aumentos entre 46,6% e 53% neste ano.

A denúncia foi estendida a conteúdos do PL, como extinção de mais de 3.600 cargos, tratamento diferenciado entre setores, quebra do interstício entre as referências, desvalorização de carreiras, abonos não incorporáveis que atendem uma minoria, ausência de reajuste anual, não garantia de retroatividade e até contribuição previdenciária sobre tal abono. Além disso, implica achatamento dos salários dos padrões para quem está no meio e no final de carreira e também dos proventos dos aposentados.

Os Dirigentes do SINESP Rui Ferreira, Rosa Araújo e Christian Sznick também participaram da Audiência Pública de 2/8 e se se manifestaram em defesa da categoria.

Na audiência de 9/8, o Dirigente Sindicato Rui Ferreira Jr. condenou a o oportunismo e a farsa de colocarem o PL 428 como de valorização dos Servidores Municipais. E denunciou que o PL , em vez de valorizar, tem potencial altamente destruidor, especialmente para quem está no serviços público há mais tempo.

Rui lembrou que a redação do PL já começou errada, Foi feita às escondidas, imposta sem debate com  as entidades sindicais e com os trabalhadores, o que denuncia seu caráter autoritário. “Se fosse de fato para valorizar, porque esconder?”, questionou Rui.

Na primeira votação em plenário no dia 10/8, Dirigentes Sindicais do SINESP e demais componentes do Fórum de Entidades fizeram muito barulho na galeria do Plenário e pressionaram os vereadores pela derrubada do PL. A mobilização levou à interrupção da discussão sobre o PL 428/22 e remarcação para a próxima terça-feira (16/8), às 15h. 

O SINESP exige respeito, isonomia, continuidade das negociações, reposição integral das perdas (46%), fortalecimento da carreira e do concurso, valorização dos Servidores e dos Serviços Públicos!

Valorização e fortalecimento dos Serviços Públicos e da categoria

O SINESP reafirma a defesa da carreira e do concurso público para todos os cargos, com valorização salarial e profissional da categoria como forma de fortalecer os serviços prestados à população.

Chega de desrespeito e falta de consideração do governo com os Servidores e suas representações e, consequentemente, com os cidadãos usuários dos Serviços Públicos.

A prefeitura de São Paulo teve arrecadação recorde nos últimos anos e tem condição e dinheiro em caixa para repor a inflação e a perda histórica da categoria.

Para chegar a isso é preciso união e participação da categoria junto com o Sindicato. Na quarta, 10/8, às 14hs, o SINESP estará na Câmara para exigir arquivamento do PL e continuidade das negociações, reposição salarial integral e não subsídio, manutenção de todos os cargos e fortalecimento da carreira, respeito e dignidade! Participe junto com seu Sindicato!

Dirigentes Sinesp PL 428

Joao Discursa Contra o PL 428

Audiencia PL428 9 8 22 Site 3

Salao Nobre Lotado Contra PL 428

SINESP protesta contra PL 428

Rosa PL 428

Christian PL 428

Rui PL 428

Norma e Rosana PL 428

Janete PL 428

Audiencia PL428 9 8 22 Site 4

Cartaz PL 428

Plenario da Camara PL 428

Camara PL 428

Votacao PL 428

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault