Aconteceu no SINESP
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Diretoria do Sindicato protocolou ofício na Secretaria Municipal de Educação em que reivindica respostas e esclarecimentos urgentes para as demandas da categoria, entre elas as relacionadas à pandemia de coronavírus.

No ofício do SINESP, a urgência em torno das ações para contenção da pandemia de coronavírus se somou às medidas também urgentes para as inúmeras dificuldades que atingem as unidades escolares nesse começo de ano, como falta de profissionais e de manutenção, problemas com segurança, uniformes, materiais pedagógicos e reformas.

A defesa do filiado é a missão do SINESP, por isso a Diretoria se reuniu com a assessoria do Secretário de Educação na segunda-feira, 16 de março, protocolou o ofício e está em contato permanente com a Secretaria para obter respostas e soluções adequadas com rapidez.

Antes de tudo, o Sindicato cobra a inclusão dos Gestores Educacionais nas Instruções Normativas sobre a suspensão de atividades nas Unidades de Trabalho, que devem contemplar todos os Servidores.

A situação é grave e, não obstante a SME tenha se posicionado pela suspensão gradual, a negociação para a suspensão total das atividades nas escolas tem de estar aberta, para o caso da evolução da pandemia caminhar para o descontrole na contenção e crie um quadro caótico de saúde pública.

Essa possibilidade é real. A OMS elevou o surto de coronavirus à condição de pandemia, ou seja, está em todos os lugares e todas as pessoas estão vulneráveis. A primeira morte pelo Covid-19 já ocorreu em São Paulo e o prefeito decretou situação de emergência com suspensão, redução e alteração do atendimento nos serviços municipais. O decreto também determina o fechamento imediato de museus, bibliotecas, teatros e centros culturais públicos municipais.

Por sua vez, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, declarou no dia 17/03 que a velocidade de propagação do novo coronavírus no Brasil surpreendeu, que já prevê muitas mortes e que a pasta está preparando instruções para o manejo seguro de cadáveres.

O Sindicato aguarda uma resposta completa e satisfatória com urgência.

Adicionar comentário


0
0
0
s2sdefault