Aconteceu no SINESP
0
0
0
s2sdefault

O SINESP cobrou celeridade em diversas pautas que têm afetado o dia a dia da organização das Unidades Educacionais e da Supervisão Escolar. 

Concursos, contratos, condições de trabalho e segurança foram alguns dos itens apontados em reunião!

O SINESP, representante dos Gestores Educacionais, esteve em reunião bilateral com a Secretaria Municipal de Educação representado pelo seu Presidente Luiz Carlos Ghilardi, e pelos dirigentes Denise Regina da Costa Aguiar e Christian de Mello Sznick. Pela SMEparticiparam Minea Fratelli, Secretária Adjunta e Malde Villas Boas, Secretaria Executiva 

Designações e Nomeações Supervisão Escolar e Assistente de Diretor de Escola e outros cargos

A Instrução Normativa 01/21 precariza a atuação do Supervisor Escolar ao impedir a designação para os cargos vagos ou disponíveis e possibilitar a redistribuição transitória da Supervisão entre as Diretorias Regionais de Educação. A isso soma-se as más condições de trabalho da Supervisão, com espaços sem adaptações sanitárias seguras e falta de equipamentos como computadores. 

A Secretária Adjunta Minea disse que, neste momento, não será autorizada designação para cargos vagos ou disponíveis, atitude que o SINESP repudia por levar à precarização do acompanhamento e do trabalho da Supervisão Escolar.

Sobre a redistribuição, disse que será analisada com COGEP, e que as condições de trabalho da supervisão nas DREs estão relacionadas ao estudo do Teletrabalho na Prefeitura de São Paulo como um todo. 

O SINESP igualmente manifestou-se quanto à cessação para os Assistentes de Diretor em Teletrabalho e licenças médicas, além da liberação em todas as Diretorias Regionais de Educação para a retomada das nomeações de Assistente e Secretário de Escola e professores em CIEJA.

SME sinalizou que reverá a questão de cessação para os casos de licença gestante e informará para todas as DREs, que deverão retomar as nomeações conforme solicitações das Unidades Educacionais

Concursos Públicos e ampliação do módulo dos cargos Gestores

A necessidade das chamadas dos Concursos Públicos já autorizados, fruto de intensa atividade do SINESP desde a realização de cada concurso, foi apresentada na mesa Bilateral além da ampliação do módulo de cargos de Supervisor Escolar e Coordenador Pedagógico nos CEMEIs e unidades grandes de Educação Infantil

SME apontou que os cargos de Gestores Educacionais (Coordenador Pedagógico, Diretor de Escola e Supervisor Escolar) terão publicados os cronogramas de chamada na próxima semana. Quanto a ampliação de módulo de Coordenador Pedagógico a Secretaria atendeu a demanda e fará grupo de trabalho para esta finalidade.

Para Supervisor Escolar SME apresentou o impedimento da Lei complementar 173/20, contudo o SINESP apresentou a real necessidade devido o aumento de unidades educacionais, sobretudo a Rede Parceira e a existência de concursos públicos em validade e com candidatos aprovados que poderiam suprir a necessidade real da rede 

Projeto Especial de Ação - PEA

O PEA é uma construção histórica na formação continuada dentro da Rede Municipal de Educação e sua retirada pela Instrução Normativa 01/21 fere a autonomia e a formação dos Profissionais de Educação. A Diretoria do SINESP debateu longamente com SME sobre este tópico, tendo pela Secretaria Minea o compromisso de que ao longo do ano poderá a postura ser revista. O SINESP considera essencial que os momentos de formação não sejam restringidos pela Administração Municipal. 

Estrutura de funcionamento dos novos CEUs CEMEIs

O SINESP já cobrou diretamente de diversas DREs a situação dos novos CEUs CEMEIs entregues em 2020 com falta de mobiliário, equipes de limpeza, redes de internet e equipamentos de informática, além de problemas estruturais das edificações. Diante do quadro SME apresentou que estará em levantamento as condições e algumas delas poderão não ter o início do período letivo presencial.

Contratos de Limpeza, vigilância, alimentação e lavanderia

Durante o ano de 2020 todos os contratos de limpeza e alimentação tiveram redução de pessoal nas Unidades Educacionais e a troca que tem sido realizada das empresas com novos contratos trouxe para 2021 equipes e materiais reduzidos que não atendem a necessidade das Unidades Educacionais. Somado a isso o SINESP reinterou a falta de contratos de vigilância para diversas Unidades Educacionais, redução de efetivo e risco a segurança sobretudo com a implementação das Salas Digitais. Os contratos de lavanderia para os CEI/ CEMEI que ainda vão iniciar já trazem problemas como a falta de inclusão dos babadores nas lavagens. A Secretária Executiva Malde estará verificando os contratos para posterior informe ao SINESP

Vida Funcional

O pagamento do PDE antes de abril foi reivindicado pelo SINESP e SME acatou a solicitação e estará verificando com setor financeiro da Secretaria 

Em atendimento a cobrança reinterada do SINESP a SME informou que a análise dos pedidos de evolução que usem tempo e título após 28/05/2020 está na Secretaria Especial de Gestão. 

O congelamento da concessão de quinquênio e sexta parte que usem tempo após 28/05/20 tem ação promovida pelo SINESP e está em julgamento pela Justiça Paulista. 

  O SINESP enfatiza volta às aulas presenciais em 2021 com segurança e com valorização da vida!

Comentários   

# Rosinelia Coelho Ri 08-02-2021 07:23
Que tenhamos prioridade na vacinação p/ o retorno.
Responder | Responder com citação | Citar
# ANA PAULA CAUHY 08-02-2021 10:15
QUEREMOS SER VACINADOS. Não li nada sobre isto.....QUREMOS VOLTAR AS AULAS, MAS VACINADOS
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


0
0
0
s2sdefault