Aconteceu no SINESP
0
0
0
s2sdefault

O SINESP participa ativamente da luta por um FUNDEB permanente e majorado, uma das mais importantes conquistas de 2020 rumo à Educação Pública de Qualidade que ainda sofre com ameaças e interesse do setor privado. Agora, é preciso zelar pela sua continuidade e pela destinação dos recursos públicos para o que é público. Por um FUNDEB pra valer!, ressalta o novo presidente do Conselho!

Com o desafio de formação dos conselheiros de temas convergentes à discussão sobre o novo FUNDEB e outros programas do FNDE, os novos membros do Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização do Magistério (CACS FUNDEB) tomaram posse nesta terça-feira, dia 13 de abril de 2021, tendo Douglas Eduardo Rosa, dirigente do SINESP, como novo presidente do Conselho.

São questões como financiamento da educação e o Censo Escolar, além do funcionamento e destinação dos próprios recursos do fundo, explica Douglas: "No início senti que o caráter era muito mais técnico e burocrático, mas, com o tempo, cada número, cada sinal e cada dado revelam o caráter do controle social do CACS para uma educação pública de qualidade com recursos públicos". 

O dirigente do SINESP ressalta o importante papel do órgão para o zelo e dedicação dos recursos do Fundo. "Ao envolver comunidade, rede municipal de ensino e poder público no acompanhamento dos recursos, o colegiado reflete a valorização da educação e de seus profissionais pelo Estado rumo a uma Educação Pública de Qualidade"

Na posse, alguns conselheiros exaltaram o fato de o CACS FUNDEB ter na presidência um Gestor Educacional da Rede Municipal de Educação. "Senti que tais votos representaram confiança na continuidade do trabalho primoroso, na missão da luta pelo novo FUNDEB e agora o desafio de continuar o trabalho que, nesse período, o filiado Emílio fez e que tive a honra de participar em conjunto, principalmente na prestação de contas", lembra o diigente do SINESP. O mandato anterior já contava com a presença de um Gestor Educacional como presidente do colegiado

Douglas conta que iniciou o primeiro mandato no CACS em setembro de 2018. Como representante do SINESP e dos Diretores de Escola no município, a atuação ampliou sua visão sobre os processos, ao ver o FUNDEB aparecer em cada uma das tarefas do órgão, como prestações de contas e acompanhamentos. "Isso só enfatiza o papel de uma gestão democrática com a comunidade educacional, com transparência, publicidade e de valorização da educação pública", sublinha. 

Douglas Eduardo Rosa aponta que a luta na defesa da destinação de recursos públicos para o ensino público ainda não terminou. O FUNDEB continua a sofrer ataques e ameaças do setor privado com interesses estranhos ao direito à educação realmente para TODOS.

Clique aqui e confira a luta do SINESP para que o FUNDEB fosse tornado permanente 

Mais do que nunca, é preciso lutar por um NOVO FUNDEB.

Adicionar comentário


0
0
0
s2sdefault