Aconteceu no SINESP
0
0
0
s2sdefault

Em cerimônia de posse realizada no dia 29 de outubro no auditório do CFCL, a Diretoria eleita em pleito realizado no dia 23 de setembro foi empossada com a perspectiva de reforçar o SINESP em suas marcas históricas de independência, luta, democracia, fidelidade aos princípios definidos pela categoria e perfil agregador e inovador!

A Diretoria do SINESP para o mandato 2021-2024 foi eleita num processo democrático, com acesso à votação em todas as DREs e ampliação da participação dos filiados na escolha de seus dirigentes.

Na cerimônia de posse, a Presidente eleita, Norma Lúcia Andrade dos Santos, agradeceu à categoria a confiança, o apoio e o reconhecimento e reafirmou os compromissos assumidos pela Chapa vitoriosa no pleito, “Independência, Luta e Inovação.”

Norma ressaltou que a Diretoria eleita está motivada para fortalecer o trabalho sério, competente, honesto, transparente e democrático que vem sendo feito no SINESP, com a certeza de que ele é essencial para unir a categoria na luta por uma educação de qualidade, melhores condições de trabalho, valorização dos Servidores Públicos e defesa de direitos, cada dia mais atacados por governantes atrelados aos interesses do mercado.

Diretoria 2021 2024 LuizNormaSiteA Presidente do SINESP também afirmou que a chapa que tomou posse e se tornou Diretoria tem muitos desafios porque “estamos vivendo tempos difíceis. Atos e falas desqualificam aquelas e aqueles que se dedicam ao serviço público. Para governantes de todas as esferas do poder, seja executivo ou legislativo, passamos a ser `inimigos´. Dizem que ganhamos muito e trabalhamos pouco. Afirmam que não merecemos o salário, que somos `parasitas´ do sistema. Para esses governantes, nós servidores somos uma pedra no sapato. E se depender de nossa luta o pé deles vai doer cada vez mais, pois não vamos desistir e nem esmorecer e continuaremos mostrando para a sociedade a importância de nosso serviço.”

Ao passar o comando do Sindicato à Presidente eleita, o Presidente dos mandatos 2015-2018 e 2018-2021, Luiz Carlos Ghilardi, chamou atenção à importância do sindicalismo para os trabalhadores pelo papel civilizatório e humanizador que desempenha.

Luiz lembrou o momento histórico vivido no país, em que a classe trabalhadora enfrenta uma luta pesada para conter o avanço neoliberal do poder econômico sobre as verbas públicas e as tentativas de destruição dos serviços públicos e dos direitos dos Servidores e da população que dele resultam.

Para Luiz, mais que nunca o papel civilizatório dos Sindicatos precisa preponderar. Nesse sentido, destacou sua confiança no compromisso e na competência da nova Diretoria para assumir o papel histórico a ela reservado, apoiada na estrutura consolidada do SINESP, que logrou garantir informação de alto nível, acolhimento, organização e mobilização da categoria, inovando à luz das possibilidades e desafios trazidos pelos avanços tecnológicos.

União, participação e muita luta!

A união da categoria em torno da defesa de direitos, condições de trabalho, salários, da carreira do magistério e da educação pública é uma necessidade perene, realçada nesse momento carregado de ataques. O esforço por qualificar os debates no sentido dos melhores encaminhamentos e propostas de organização, ações e lutas será, assim, uma constante dessa Diretoria.

As instâncias e o funcionamento democráticos do SINESP estarão a serviço de formulações e decisões que envolvam todos na organização e resistência necessárias. O espaço para a participação da categoria, o respeito ao encaminhamento das decisões e a democracia como princípio estarão sempre garantidos.

Nesse sentido, a Diretoria do SINESP, em sintonia com sua base, reafirma os princípios e lutas resultantes do debate acumulado nos 24 Congressos e outras instâncias de decisão ao longo de seus 29 anos de existência.

Entre eles está a defesa permanente da carreira do magistério e do concurso público como forma de provimento dos cargos, que é uma das bases da formação desse Sindicato de Gestores Educacionais do Ensino Público Municipal de São Paulo, ativos e aposentados. Também estão a luta constante por melhoria nas condições de trabalho e nos salários, o investimento em formação de qualidade, a defesa intransigente dos direitos adquiridos da categoria e o fim da terceirização e da privatização dos serviços públicos.

União, participação em sintonia com a categoria e luta com independência e olhar atentou às inovações e atualizações necessárias serão linhas mestras da Diretoria que conduzirá o SINESP nos próximos três anos!

Adicionar comentário


0
0
0
s2sdefault