Saiu no Doc

DOC 09/12/2017 – P. 70 E 71

 

PLANO DE TRABALHO-METAS – 2017 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

 

UNIDADE DE TRABALHO: DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO GUAIANASES

EH: 161078000000000

GESTOR DA UNIDADE DE TRABALHO: Lucimeire Cabral de Santana, RF: 676.749.4

 

1. Nome da ação: Expansão de vagas em Centros de Educação Infantil

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável(eis) pela Ação: Carla Cirone Lima Sepulveda R.F: 677.469.5, Beatriz Monteiro de Araújo, R.F. 600.779.1 e Ester Marques de Paula Dionísio R.F. 678.401.1

Justificativa para a Ação: A análise semanal da situação da demanda por meio do sistema informatizado revelou a necessidade de ampliação no atendimento à demanda cadastrada, na faixa etária de 0 a 3 anos; e o acompanhamento do trabalho nas Unidades Educacionais forneceu dados que apontaram a importância do planejamento e do desenvolvimento de ações para o aprimoramento do trabalho desenvolvido, observando as diretrizes da SME para a Educação Infantil.

Público-alvo: Crianças de 0 a 3 anos

Objetivo a ser atingido:

* Ampliar vagas para o atendimento às crianças cadastradas no sistema informatizado com qualidade.

Cronograma: (etapas e período de execução):

Ampliação do atendimento na rede direta, parceira indireta e parceira particular / conveniada (janeiro a dezembro/2017);

Formação continuada para Gestores, Mantenedores e Professores dos CEIs diretos, da rede parceira indireta e parceira particular / conveniada (fevereiro a dezembro/2017);

Formação continuada nas UEs (fevereiro a dezembro/2017);

Seminário CEI 15 Anos (agosto/2017);

CONGREG – Congresso Regional de Educação de Guaianases (novembro/2017).

Metas ou indicadores a serem alcançados:

Meta 1.1: Criar, no mínimo, 247 (duzentos e quarenta e sete, 0,08% de 30.000, meta de SME) vagas para atendimento à demanda cadastrada no sistema EOL, na faixa etária de 0 a 3 anos;

Meta 1.2: Formação continuada para todos os gestores, mantenedores e para 30% dos docentes, dedicando atenção aos aspectos administrativos e ao trabalho pedagógico adequado às Diretrizes Curriculares e aos padrões de qualidade estabelecidos pelo CME na Deliberação 09/15;

 

2. Nome da ação: Capacitação dos profissionais

Tipo da Ação: ( ) Projeto (X) Processo

Responsável (eis) pela Ação: Carla Cirone Lima Sepulveda R.F. 677.469.5, Beatriz Monteiro de Araújo, R.F. 600.779.1, Ester Marques de Paula Dionísio R.F. 678.401.1 e Ana Lúcia de Souza R.F. 660.902.3

Justificativa: As reflexões sobre Atualização do Currículo da Cidade de São Paulo, as demandas inerentes à Educação Infantil e ao Ensino Fundamental e Médio, as metas de SME com relação às aprendizagens e ao desenvolvimento de todos os bebês, crianças, jovens e adultos, desencadearam a elaboração de uma proposta de formação, com base no histórico e nos saberes que os educadores da rede Municipal de Ensino de São Paulo já construíram e na necessidade de integrar novas abordagens que estejam em consonância com as propostas atuais da Secretaria Municipal de Educação (SME), ligadas ao Currículo, à Formação e à Avaliação/Acompanhamento.

Público-alvo: Equipe da DRE, UEs e Comunidade Escolar

Objetivos a serem atingidos:

* Efetivar um Programa de Formação Continuada que tenha como foco a garantia da aprendizagem dos estudantes e a perspectiva da avaliação para a aprendizagem, além de possibilitar a interação com os pares, o aprofundamento teórico que emerge como necessidade da reflexão na e sobre a ação;

* Promover ações formativas junto a 100% dos gestores, dedicando atenção aos aspectos administrativos e ao trabalho pedagógico;

* Acompanhar os processos de ensino e de aprendizagem, o desenvolvimento dos bebês, das crianças, dos jovens e dos adultos;

* Fomentar ações e parcerias que garantam o desenvolvimento integral dos nossos alunos nas dimensões da educação, promoção da saúde, da cultura e artes, do esporte e do lazer;

* Fortalecer a Gestão Democrática Participativa (Conselho de Escola, Conselho Gestor, CRECE e Agremiações Estudantis);

* Incentivar a cultura de cidadania e respeito;

* Contribuir com o processo de requalificar as práticas, tempos e espaços educativos e a refletir sobre o processo educacional como uma prática educativa vinculada com a própria vida;

* Ampliar os diálogos com novos atores e ou com atores que possibilitam a integralidade da formação humana, incorporando às ações do nosso cotidiano os interlocutores da saúde, cultura, assistência social, bem como ações que permitam a exploração do território, pensando na escola, no bairro, no distrito e na cidade de São Paulo.

Cronograma: (etapas e período de execução):

Atualização do Currículo da Cidade de São Paulo: construção dos objetivos de aprendizagem dos diferentes componentes curriculares (fevereiro a agosto);

Cursos de formação continuada abordando: Alfabetização; Alfabetização Matemática; Gestão para aprendizagem; Recuperação Paralela; Tecnologias para aprendizagem e Educomunicação; Infâncias (Currículo Integrador para a primeira infância: articulação da Educação Infantil com o Ensino Fundamental; Gestão de tempos, espaços e suas interações; Avaliação na Educação Infantil; Campos de experiência e múltiplas linguagens (o brincar como eixo norteador); Educação Especial / Inclusiva; Docência Compartilhada, Pedagogia de Projetos, Protagonismo e Autoria; Educação para as Relações Étnico raciais: Educação, Gênero e Sexualidade; (fevereiro a dezembro);

Acompanhamento Técnico-Pedagógico às UEs (fevereiro a dezembro);

Encontros formativos sobre: O papel do Gestor nos Centro Educacionais Unificados (agosto a dezembro); Mediação de Conflitos (CEI, EMEI e EMEF) (fevereiro a dezembro); Programa Saúde Escolar (PSE) (fevereiro a dezembro); Rede de Proteção Social no Território (intersecretarial e intersetorial) (fevereiro a dezembro);

Cursos específicos: Curso de Xadrez, do Curso Mancala e outros jogos de tabuleiro (março a dezembro); Curso # TamoJunto (outubro a dezembro) ; Curso de Primeiros Socorros (novembro); Curso Criança Segura (agosto);

Reuniões setoriais entre Equipe Gestora e Supervisão Escolar (fevereiro a dezembro);

Curso para Gestores iniciantes (maio a novembro);

Reuniões mensais com Diretores de Escola (março a novembro);

Seminários: CEI 15 Anos (agosto), Ciclo Autoral e TCAs (agosto e novembro), Gestão Escolar (junho e novembro);

Congresso Regional de Educação de Guaianases – CONGREG (novembro).

Metas ou indicadores a serem alcançados:

Meta 1.1: Capacitar no mínimo 2.300 profissionais nos eixos: Currículo, Formação e Avaliação, Educação Integral e Inclusiva, Participação e Gestão Social.

 

Acesse aqui o arquivo em pdf

0
0
0
s2sdefault