Aconteceu no SINESP
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Após ouvir educadores, população e governo em consultas públicas, promotor conclui que volta às aulas em outubro é difícil em São Paulo devido à falta de condições estruturais das escolas.

O Jornal Agora, do Grupo Folha, entrevistou o Promotor Daniel Serra, que conduz as consultas públicas do Ministério Público para tomar posição sobre o retorno presencial dos alunos às escolas.

O SINESP participou de dois momentos das escuta, nos dias 26 de agosto e 2 de setembro, e levou os dados do Retrato da Rede e a posição pela volta às aulas somente em 2021 defendida pelo Comitê de Crise da Educação da Câmara Municipal e pelos educadores da RME, seus Sindicatos e órgãos de representação da comumidade, como o CRECE – veja AQUI.

Segundo o promotor, com os lados ouvidos o MP já considera que é muito difícil que o governo equipe as escolas devidamente até outubro para dar “conta de todos os protocolos sanitários necessários”, por várias razões, entre elas a situação precária da maioria das unidades da Rede Municipal denunciada pelos Sindicatos, Educadores e pela comunidade.

O promotor afirmou ainda que o Ministério leva em consideração os protocolos sanitários e as discussões que realiza com cientistas sobre a possibilidade das escolas cumprirem esses protocolos com as estruturas que têm hoje. E a conclusão é negativa.

 

Veja abaixo o texto publicado no Agora / Folha e AQUI o original.

 

Para promotor, retorno da volta às aulas em outubro é difícil em SP

Ministério Público realiza consultas públicas sobre retorno presencial dos alunos

O promotor de Justiça na área da Educação de São Paulo Daniel Serra Azul Guimarães avalia que uma eventual volta às aulas presenciais no mês de outubro no estado dificilmente terá condições de ocorrer.

“Em outubro a gente está avaliando que é muito difícil, muito pouco provável que as secretarias deem conta de equipar as escolas em tempo hábil para dar conta de todos os protocolos sanitários necessários”, afirma Guimarães.

“Nós não temos posição do ponto de vista binário, deve ou não deve voltar. O que a gente está fazendo é acompanhar os protocolos sanitários e discutido com os cientistas se será possível cumprir esses protocolos com as estruturas que as escolas têm hoje”, diz.

Ele diz que o Ministério Público está se articulando para cobrar das secretarias para que “se providencie tudo que é necessário para voltar com segurança o mais rápido possível, porque do outro lado tem o prejuízo pedagógico”.

Segundo Guimarães, de todos os lados ouvidos pelo MP a percepção é de que não existe condições para voltar agora e as escolas não tem as estruturas necessárias para cumprir os protocolos.

Questionado sobre quais são os problemas existentes nas escolas, de forma mais específica, o promotor disse que “essa seria uma discussão bastante longa". É exatamente o momento em que estamos discutindo isso com os especialistas da saúde e da educação.”

Ele enfatiza que o MP não defende a posição de volta somente com a vacina, mas sim com estrutura para receber os alunos.

O MP realizou consultas públicas sobre a volta às aulas presenciais. Na última, nesta quarta-feira (2), o órgão dialogou com as populações da zona norte, oeste e sul da capital paulista.

“Nós temos discutido internamente as questões da volta às aulas e também com a comunidade científica, tanto da área da saúde, como da área da educação e agora começamos a fazer uma escuta social”, analisa.

“A ideia é ouvir a sociedade civil, ouvir as comunidades atendidas pelas escolas”, diz.

Comentários   

# ANA LUCIA PROTÁSIO D 03-09-2020 14:17
Muitas escolas não dispõem de banheiros com lavatórios é além disso, como a maioria foram construídas na década de 1980, como nem possuem acessibilidade, muitas delas, são fechadas ao extremos, sem ventilação com pequenas janelas que dão para corredores. São poucos os pontos de bebedouros. É preciso que essas escolas em sua maioria, passem por modernização, com janelas maiores arejadas é que sejam menores, principalmente essas maiores, pois parecem presídios, pela forma como foram construídas. Um exemplo, só entrar na É. É. MARINA CINTRA na Av. da Consolação, cidade de São Paulo, outra é a E. E. Lúcia de Castro , rua Mário Latorre, Taboão da Serra. Não é possível estudar com tanta gente acumulada dentro de uma sala.. É preciso mudar essa estrutura e reduzir essas salas, além de reforma-las, com janelas arejadas, portas grandes, modernização tecnológica nas salas. Ou seja juntar as salas para que se possa ter maior conforto. É uma ideia para que caibam os 45 alunos
Responder | Responder com citação | Citar
# Domingos Alves de So 03-09-2020 15:30
É verdade que os prejuizos acumulados até o momento são irreparaveis. Vidas se foram. Qualquer tentativa de retomar a normalidade é expor, de novo, pessoas aos mesmos riscos que acarretaram em perdas de milhares de vidas. De novo. O perigo não foi embora. Ele esta aí, circulando.
Responder | Responder com citação | Citar
# Maria Marta Pinto 03-09-2020 15:32
Concordo com o promotor, só em 2021 com todo cuidado de proteção e vacina.
Responder | Responder com citação | Citar
# tadeu aparecido pere 03-09-2020 16:31
Voltar às aulas esse ano é pedir pra morrer e tbm não é pensar no ser humano é um pensar de interesse
Responder | Responder com citação | Citar
# Lourdes de Fátima Al 03-09-2020 16:45
Não acho que é o melhor momento da volta às aulas, pois com certeza, as escolas não estarão preparadas para que os alunos retornem com segurança e com certeza os casos de Covid19 irão aumentar, colocando em risco, pais, professores, funcionários e os alunos.
Responder | Responder com citação | Citar
# GILMAR LOPES DOS SAN 03-09-2020 19:26
Concordo com mp
Responder | Responder com citação | Citar
# Devani Conceição Mor 03-09-2020 19:33
Não pode haver volta às aulas,se não tem vacina.
Responder | Responder com citação | Citar
# Maria Aparecida Silv 03-09-2020 19:55
Não deve voltar as aulas antes da vacina, quem se cuidou até agora vai ficar no prejuízo.aumento da curva vai ser inevitável.
Responder | Responder com citação | Citar
# Sonia 03-09-2020 19:57
Não concordo com a volta as aulas nas escolas públicas porque sem pandemia já faltam funcionários, na maioria dos prédios não tem estrutura para cumprir o distanciamento e mais um agravante é que muitas escolas não torneiras, nem produtos de limpeza. Além de investir para receber os alunos terão que manter e o investimento é alto porque os prédios estão deteriorados. Mas independente disso eu penso principalmente nas crianças que é meramente impossível mantê-los afastados, e os menores que precisam ser acalentado quando choram e não poderão receber isto pois tem que se manter o distanciamento.
Responder | Responder com citação | Citar
# Neusa Silva 03-09-2020 20:22
Alinos não devem voltar às aulas a responsabilidade e o riscos são enormes.
Responder | Responder com citação | Citar
# Neusa Silva 03-09-2020 20:24
Os alunos não devem voltar às aulas presenciais.
Responder | Responder com citação | Citar
# Maria de Fátima de J 03-09-2020 23:03
Sou contra o retorno presencial das aulas.
Responder | Responder com citação | Citar
# Arinete Ferreira Bar 04-09-2020 00:41
Sou professora no jd Marilene em Diadema , tem muita gente com covid na cidade e principalmente nesse bairro. Não temos condições de voltar p ser infectado e morrermos. Tem muita gente idosa nesse bairro . Por metros quadrados a aglomeração de pessoas nas casas , só perde para a Rocinha no Rio de Janeiro. O governo precisa respeitar a vida do povo e não manda-los ao matadouro!
Responder | Responder com citação | Citar
# Paulo Quasado 04-09-2020 10:14
As escolas que conheço não tem a mínima estrutura para a higiene e nem distanciamento social. A maioria dos pais que mandarão os alunos para as escolas são aqueles país que estão se aglomerando e deixando seus filhos irem a baladas, festinhas, jogando bola na rua e até fumando narguilé em grupo. Isso contaminará quem trabalha nas escolas e os filhos e famílias daqueles que estão fazendo tudo certinho. E ainda jogar a responsabilidade na população, que muita das vezes não sabe o que pensar devido a tantas fake News, é ser irresponsável e promover um genocídio. Não será agradável, mas aulas ainda dão para se recuperar, mas as vidas que se perderão, não!
Responder | Responder com citação | Citar
# Joelma 04-09-2020 13:09
Só não vê o perigo quem não quer. O número de mortos em Sp não caiu. Volta as aulas só com vacina.
Responder | Responder com citação | Citar
# Ludmila 04-09-2020 16:27
Muito perigoso tanto para alunos como para a comunidade escolar e suas famílias
Responder | Responder com citação | Citar
# Maria Cristina Henri 06-09-2020 23:29
Não tem condições mesmo, tem que adequar às escolas em muitas coisas, fora que em dois meses faltando p terminar o ano, não irá fazer a menor diferença para os alunos em questão de recuperar o semestre. Quanto ao distanciamento tb é outros mais...
Responder | Responder com citação | Citar
# Daniela 07-09-2020 09:27
Na escola além de alunos e professores existem outros profissionais terceirizados como por exemplo na alimentação escolar, fornecedores de alimentos e limpeza. São muitas pessoas que fazem visita diariamente não só em uma escola é isso tb contribui para a disseminação do vírus
Responder | Responder com citação | Citar
# Michelle 08-09-2020 05:42
Concordo, não é viável voltar às aulas presenciais esse ano, tanto para escolas públicas como privadas, se ficamos com as crianças em casa até o momento para proteção, podemos ficar o restante do ano.
Aulas presenciais somente em 2021.
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


0
0
0
s2sdefault