Aconteceu no SINESP
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

 

Princípio do SINESP: A Gestão Democrática precisa ser respeitada!

Desde a segunda quinzena de março, o SINESP tem exigido que SME abra canal de diálogo com ênfase na defesa pela vida.  

Na reunião do Comitê de Crise da Educação do dia 06 de outubro de 2020 o SINESP enfatizou a importância dos Conselhos de Escola como parte do processo deliberativo nas Unidades Educacionais.

O Dirigente do SINESP Christian Silva Martins de Mello Sznick reforçou que os Conselhos de Escola/CEI tiveram um tempo restrito para debaterem coletivamente a Instrução Normativa 33/20, fragilizando a gestão democrática, mas dentro do tempo exigido a reflexão foi pela não adesão a atividades complementares desde a defesa da vida com a incoerência do entendimento de recreação como substituto de um projeto pedagógico, tema levado inclusive para a Reunião Setorial da Educação.

Para o SINESP as declarações do Secretário Bruno Caetano foram de desprestígio aos Conselhos de Representantes de Conselhos de Escola que as decisões estavam com viés partidário, o que não é o real diálogo esperado de SME para com a comunidade e a escola.

A Supervisora Escolar, CREP em Capela do Socorro e membro do Fórum Municipal de Educação Maria Vilany Rodrigues da Silva retomou que a SME colocou de forma incorreta as declarações sobre o CRECE, quando desde março existe a disposição do CRECE Central e CRECEs Regionais para o verdadeiro debate com a SME. Reforçou a necessidade do respeito para com a trajetória do CRECE.

A Dirigente Sindical do SINESP, membro do CRECE Central e Vice Presidente do Conselho de Alimentação Escolar Marcia Fonseca Simões trouxe a posição de participação das famílias e que estão sendo protagonistas nos momentos coletivos e que a Coordenadora do CRECE Central enfatizou isso em entrevista as Rádios Bandeirantes e CBN. O número de falecimentos pode ter variações em Nova York ou mesmo em São Paulo, mas ele emocionalmente ainda é forte e atinge as famílias. O Conselho de Alimentação Escolar emitiu uma carta às famílias (confira aqui) onde se coloca contrário o retorno. O protocolo da SME ainda precisa ser melhor definido com olhar humano e profissional.

Confira o vídeo com as falas de Christian, Vilany e Márcia 

Deliberações na Comissão de Educação, Cultura e Esporte

Diversos pontos debatidos no comitê de crise foram encaminhados para deliberação na Comissão de Educação, Cultura e Esportes. Na sessão de 7 de outubro de 2020 o Presidente da Comissão de Educação Cultura e Esporte debateu o tema encaminhado pelo SINESP junto ao Comitê de Crise da Educação. Foi aprovada na Comissão uma manifestação de desagravo quanto a declaração do Secretário da Educação Bruno Caetano de afirmar em entrevista junto a CBN que os CRECE e os Conselhos fazem política partidária. Os vereadores reforçaram as argumentações do Comitê de Crise e foram contrários a atitude do Secretário de Educação.

A Comissão encaminhou para que SME esclareça e tome providências quanto a falta de acesso a plataforma do curso obrigatório da COVID, repúdio a Instrução Normativa 33/20 e disponibilização dos dados do censo sorológico de forma regionalizada.   

Foi encaminhado para que estivesse na próxima reunião do Comitê de Crise da Educação um membro da Secretaria de Educação ou Saúde para explanar sobre o processo do censo sorológico.

Será solicitada uma reunião com o Secretário Municipal de Educação quanto ao novo currículo do ensino médio, e uma resposta sobre o projeto de privatização/concessão da Administração dos novos CEUs.

O SINESP enfatiza que em defesa da Vida o Retorno somente em 2021.

Adicionar comentário


0
0
0
s2sdefault