Aconteceu no SINESP
0
0
0
s2sdefault

Integrantes do Fórum das Entidades, entre eles, o SINESP, em ação nesta quinta-feira, dia 8 de abril, na porta da Secretaria Municipal de Educação, pressionaram até serem recebidos pela Secretária Adjunta Minea Fratelli, para tratar sobre os motivos que levam a categoria a manter a greve em defesa da vida e da saúde dos profissionais da educação da Capital - sobretudo com o agravamento da pandemia da Covid-19. As entidades também exigiram o pagamento dos dias parados.

O Fórum das Entidades deliberou nesta quarta, dia 7 de abril, que estaríamos no dia de hoje em frente à SME, para pressionar por reunião com o secretário. O Fórum já tinha feito pedido de uma reunião com urgência, mas até então não havia tido retorno. Na manhã desta quinta, 08 de abril, a SME enviou por e-mail devolutiva da reunião solicitada pelo Fórum, sinalizando que aceita conversar somente mediante encerramento da greve.

"Com essa atitude autoritária mantivemos a agenda de hoje e fomos para SME", conta Norma Lúcia Andrade dos Santos, dirigente do SINESP. "Ficamos mais de 2 horas esperando o atendimento de SME, que aconteceu lá fora, e a conversa se deu entre as grades do portão de SME com a secretaria adjunta. A alegação foi que a reunião não estava agendada", assinala.

Minea informou que, se o governador João Doria mantiver a fase emergencial, os professores continuarão em teletrabalho e os Gestores Educacionais e quadro de apoio em plantão presencial, o que o SINESP repudia veementemente, considerando a exposição e toda a pressão sobre os Gestores Educacionais exercida desde o decreto do prefeito que suspendeu as aulas por causa da panemia do novo coronavírus, em março de 2020.

A secretária afirmou que vão responder por escrito até esta sexta, dia 9 de abril, como será o retorno, previsto para a próxima segunda-feira, dia 12.

As entidades representativas dos profissionais que compõem a rede municipal de Educação exigem respeito!

Volta às aulas só com pofissionais totalmente imunizados e em momento de controle da pandemia!

A greve continua!!!

Comentários   

# SORAIA ALEXANDRA ZAN 08-04-2021 16:34
Neste momento, em que cerca de 50 dias já se passaram, com a sinalização de que volta presencial corrobora com o aumento de contaminação e proliferação de casos em que o CORONAVÍRUS assola nosso município e causa-nos espécie a atitude relatada pela diretora do SINESP, professora Norma, em relação à forma desrespeitosa como a SME tratou os presidentes de Sindicatos respeitáveis como são o SINESP, o SEDIN e o SINDSP. O descaso e o despeito demonstrado ao conversarem "através de grades de portão do prédio", não tem precedente em nossa história! Jamais constatamos tamanha falta de consideração. Com esta atitude, mesmo que a gente considere inacreditável, gostaríamos que o Prefeito Covas manifestasse sua indignação e determinasse que imediatamente SME retome o rumo de uma conversa, que neste momento parece ser unilateral! O Fórum das Entidades precisa ser recebido com a urgência que se faz necessária, pois ego tem limite! E nos parece que o governo exagerou neste recurso, ou não?
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


0
0
0
s2sdefault