Aconteceu no SINESP
0
0
0
s2sdefault

Uma verdadeira quebra de paradigma aconteceu em algumas escolas municipais de educação infantil da cidade de São Paulo que se envolveram em projetos de sustentabilidade nos últimos anos.

Na EMEI Dona Leopoldina e na EMEI Ricardo Gonçalves, um projeto veio pra mudar a relação de educadores e crianças com a terra e o planeta, o Projeto Dedo Verde na Escola, promovido pelo Instituto 5 elementos a partir de financiamento coletivo.

De 2009 a 2012, o projeto beneficou 32 professores, 360 crianças, 22 funcionários, 5 coordenadores e diretores e 562 familiares, por meio de diferentes metodologias e atividades educativas, envolvendo toda a comunidade escolar das duas EMEIs.

Com exclusividade para o SINESP, Marcia Covelo Harmbach, diretora da EMEI Dona Leopoldina, que estará presente na live, fala um pouco da experiência na unidade

O conceito de SALA VERDE, uma sala de aula sem paredes, que coloca os alunos em contato com a Natureza, foi implementado na EMEI Dona Leopoldina em 2009. "A partir deste projeto do Instituio 5 Elementos, e de outro promovido pela ONG Organicidade, incorporamos a questão da escola sustentável", conta a diretora. 

"Com o passar do tempo, criamos novos espaços, novas metodologias, que culminaram em mais salas verdes, hoje temos uma com casa na árvore, outra com melipolinário, uma com ilha ambiental, outra com horta mandala e até uma com lago", assinala a gestora.

 salaverdeEMEILeopoldinav2

Na horta, são cultivadas plantas medicinais, PANCs, ervas e plantas convencionais, mas de forma que os diversos ciclos de cultivo coexistam, por isso o nome "Mandala". Enquanto umas plantas são plantadas, outras estão crescendo e algumas já estão prontas para colheita.

salaverdeEMEILeopoldina2

Já no Melipolinário, com abelhas sem ferrão das espécies Jataí e Mandaçaia, as crianças passam a entender, respeitar e não matar as abelhas, tão importantes na polinização e para o cultivo de alimentos.

"Temos composteira, minhocário e agrofloresta também, para que as crianças entendam o ciclo da vida, que tudo sai da terra e volta pra terra e também a valorizar as culturas ancestrais, como as indígenas e as africanas, marcadas pelos cuidados com a Natureza", assinala Marcia.

Tudo isso vai criando nas crianças uma noção de pertencimento, de cuidado. De olhar a casa, a escola, o território", salienta.

"O mais importante desse projeto é o trabalho com o coletivo, de entender que NÓS somos o coletivo, fazemos a diferença. De não esperar pelo outro, cada um fazendo a sua parte em casa, na escola, no bairro, na cidade, no país e no planeta", pontua a diretora da EMEI Dona Leopoldina.

EMEI Ricardo Gonçalves tem sustentabilidade no DNA

Thellma Figueiredo de Souza, Coordenadora Pedagógica da unidade, destaca que o projeto de sustentabilidade está no "DNA" da EMEI Ricardo Gonçalves. "Acreditamos que as crianças aprendem pelo exemplo e são protagonistas na sociedade sustentável, além de serem nossas queridas parceiras para a conscientização dos familiares", pontua.

"Em 2009, realizamos o projeto com o Instituto 5 Elementos e acreditamos que estes trabalhos em rede tecem uma trama de apoio, proteção e união com objetivos comuns e imprescindíveis para um ambiente mais sadio, inclusivo, justo e sustentável", reforça a gestora educacional.

"Estamos sempre conectados e juntos se o tema é sustentabilidade", sublinha Thellma.

dedoverde2

>>> Veja live realizada pelo Instituto 5 Elementos sobre o Projeto Dedo Verde Na Escola

>>> Clique aqui para ler a edição digital do livro "Dedo Verde na Escola"

 

Comentários   

# Lucianne Marques 23-06-2021 10:03
Gostaria de conhecer a EMEI Ricardo Gonçalves e a EMEI Leopoldina, e concorrer no sorteio do livro Dedo Verde na escola. Obrigada
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


0
0
0
s2sdefault