Aconteceu no SINESP

O SINESP repudia projetos que privatizam a Educação e destroem a carreira pública!
Como o PL 486/2021, que visa entregar à iniciativa privada a Gestão Educacional da RME, expondo o quanto uma categoria forte e defendida há quase 30 anos pelo SINESP incomoda parlamentares e governos que não dialogam com a Gestão democrática! 

O SINESP foi formado para a defesa da carreira dos Gestores Educacionais. Ao longo de quase 30 anos, foi o responsável pelo ingresso dos Supervisores Escolares por meio de Concurso Público, retomada dos Direitos da Aposentadoria Especial, inserção no Plano Nacional de Educação e pela defesa da Direção de Escola com provimento por Concurso Público todas as vezes em que esse formato foi ameaçado por eleição ou indicação. 

Como representante legítimo dos Gestores Educacionais, o SINESP apoia e fortalece a ação cotidiana do Gestor Educacional, as lutas em defesa da Educação Pública e a Gestão Democrática da Escola com olhar voltado às especificidades de cada território educativo, de forma independente contrário a todos ataques empreendidos pelas diversas Administrações e Governos.

A atuação dos Dirigentes Sindicais do SINESP na Comissão de Educação, Cultura e Esportes, e nas demais Comissões vem denunciando os problemas enfrentados pelos Gestores Educacionais na RME, como a falta de democracia das instâncias de SME, o descaso em resolver demandas apontadas na pesquisa “Retrato da Rede”, os impactos da pandemia na comunidade escolar, a exposição dos profissionais de educação à morte pela falta de vacinas e estruturas inadequadas para garantir a aprendizagem dos alunos, sobrecarga de trabalho. 

Os dirigentes do Sindicato levam também para o debate outras pautas da educação, participam das audiências públicas, acompanham e intervêm junto aos Vereadores denunciando Projetos de Lei contrários aos princípios da educação democrática, das lutas da categoria e da carreira do magistério.

Nesse sentido, o SINESP repudia e atuará fortemente em todas as instâncias possíveis contra o Projeto de Lei 486/21, que visa tercerizar a Gestão Educacional da RME.

A proposta protocolada esta semana na Câmara Municipal demonstra o quanto uma ação pautada na seriedade e defesa da Educação incomoda os que desejam transformar a Educação em balcão de negócios. 

Terceirizar a Gestão Educacional das Unidades Educacionais visa a desarticular todo o processo educacional e democrático da Educação Paulistana.

O SINESP chama toda a categoria a estar unida na luta contrária a este e outros projetos que pretendam desmontar a carreira consistente e de luta dos Gestores Educacionais. 

Comentários   

# Henrique Richardson 12-08-2021 21:56
Entendo que a mobilização da categoria deva ser radical antes de chegar à próxima instância dada a gravidade do ataque, algo como paralização e/ou greve.
Responder | Responder com citação | Citar
# ROBSON J CANDIDO 13-08-2021 10:34
Nos especialistas da educação pública municipal temos que nos mobilizar os a traçar um plano de ação efetivo para derrubar este nefasto projeto. A Educação Pública em Sao Paulo e no Brasil está em jogo.
Responder | Responder com citação | Citar
# Gladys Castro Pereir 13-08-2021 20:10
Não a privatização da Educação
Responder | Responder com citação | Citar
# Marcia Lopes 13-08-2021 21:42
Sou contra a privatização da educação!
Responder | Responder com citação | Citar
# Elisabeth Queiroz 15-08-2021 15:22
Nós da educação construímos uma carreira atraves de muito estudo e concurso público. Hoje aparece pessoas,das quais não valorizam a educação, e querem nos arrancar, o que há anos galgamos.
Gostaria que vcs politicos tb galgassem por uma carreira honesta, brilhante e que ao longo do caminho não hovesse decepção. Isso acontece qdo enganamos outros a mercê de um voto.
Lembrem que todos os profissionais passam por uma escola.
Inadmissível o que estão fazendo. São despreziveis!!!
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault