Aconteceu no SINESP

Depois de realizar encontros on-line com os Representantes dos Locais de Trabalho em todas as DREs, SINESP apresenta demandas da categoria em reunião bilateral com a SME e cobra soluções para os problemas

Os Representantes do SINESP nos Locais de Trabalho (RELTs), fundamentais para a organização da categoria e o fortalecimento das lutas sindicais, participaram de reuniões regionalizadas com a Diretoria do Sindicato entre os dias 24 de fevereiro e 24 de março. Foi o primeiro encontro com a nova Diretoria, empossada em 30 de outubro de 2021.

RELTs de todas as DREs marcaram presença nesse espaço rico de conexão e conjunção com o SINESP. Na pauta do debate entraram as lutas da categoria, como a Campanha Salarial de 2022 e o Sampaprev 2, além das conquistas do Sindicato, como a ação dos 81%.

Demandas da categoria

As reuniões foram importantes, também, para os RELTs apresentarem as demandas dos locais de trabalho ao SINESP, que são fundamentais para negociações e cobrança de ações junto à SME.

A Diretoria do Sindicato já tomou providências e apresentou as demandas em uma reunião bilateral com a Secretaria ocorrida no dia 1º de abril. Parte delas foi debatida na reunião, que teve duração limitada a uma hora.

Sobre o horário de estudo da Gestão Escolar, a SME se comprometeu a rever o Decreto e estudar mudanças.

As representantes da SME explanaram sobre como a Secretaria tem feito a gestão da infraestrutura de informática nas escolas.

Segundo elas, foi feito um contrato com a Prodesp para instalar wifi em todas as UEs. Também garantiram que todas as impressoras serão trocadas. Escolas que estiverem no final do cronograma terão impressoras consertadas até que recebam o novo material.

A demora na instalação das salas digitais, muita criticada pelos RELTs, foi colocada em debate. O risco de materiais e equipamentos estocados, aguardando a instalação, perderem a garantia e se deteriorarem foi apontado pelo Sindicato.

As representantes da SME garantiram que houve nova licitação e já há novo contrato para início dos trabalhos, que devem começar na segunda semana de abril. Disseram ainda que a SME está trabalhando para fazer melhorias no SGP

Outro tema importante tratado na reunião foi a educação inclusiva e recursos humanos.

A SME fez uma reunião com o SPDM para aditamento e ampliação do número de AVEs, mas a chegada às unidades deve demorar um pouco. Sobre a chegada de estagiários, a SME se reuniu com o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) para agilizar o processo.

Outro tema muito citado nas reuniões de RELTs foram as salas multietárias/mistas. A SME fará uma reunião interna e depois se reunirá com todos os sindicatos da educação para tratar exclusivamente desse assunto.

A revisão da IN 25/2021, que trata dos procedimentos para designações de cargos vagos, foi posta em debate. As representantes da SME afirmaram que a IN será revista, à luz da legislação municipal e do estatuto do servidor, para ver a possibilidade de mudança nas licenças superiores a 15 dias.

Outras demandas foram entregues a SME, que encaminhará respostas

Alguns dos pontos apontados pelos RELTs foram encaminhados pelo SINESP à SME para negociações no período até a próxima reunião bilateral.

São eles: morosidade no agendamento e publicação de perícias médicas; excesso de demandas e retrabalho por falta de informações e republicação de Instruções Normativas; necessidade de revisão de módulo de CP em CEMEI; Formação da Cidade; falta de segurança nas Unidades Educacionais.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault