Aconteceu no SINESP

A LUTA DA CAMPANHA SALARIAL CONTINUA E VAI CRESCER! PARTICIPE COM O SINESP!

As manifestações dos dias 11 de março e 6 de abril mostraram a disposição de luta da categoria e foram essenciais para levar o governo a receber o Fórum das Entidades e iniciar a negociação da Pauta Unificada de Reivindicações.

►Leia sobre essas manifestações e o inicio das negociações AQUI.

Mas o governo não trouxe as respostas esperadas. Seu representante disse às Entidades que as posições governamentais ainda estão em estudo. O fato é que dificilmente haverá propostas boas para as reivindicações da categoria sem uma grande mobilização!

O motivo é claro. Esse governo segue a mesma cartilha neoliberal dos demais. Administra a cidade sentado na imposição de um teto de gastos e de superávits que servem exclusivamente para garantir pagamento de juros da dívida pública. Um direcionamento político e econômico que só interessa aos bancos e aos especuladores e empresários que reproduzem suas riquezas na ciranda financeira. Os Servidores e todos os trabalhadores precisam lutar para conseguir qualquer melhoria.

Valorização dos Serviços e dos Servidores Públicos

O SINESP reafirma:

É preciso uma grande mobilização para conseguir negociações efetivas e atendimento das reivindicações que visam à valorização da categoria e dos Serviços Públicos!

Dinheiro tem! A prefeitura fechou 2021 com R$ 27 Bilhões em caixa. Dinheiro vivo que não foi gasto! VEJA MAIS AQUI NO BOLETIM UNIFICADO DO FÓRUM DAS ENTIDADES.

Participe com o SINESP do ato do dia 28 de abril, às 14h, em frente à prefeitura!

Vamos nos unir e juntos exigir respostas e o atendimento das nossas reivindicações:

●Reposição salarial de 45,14% referente às perdas inflacionárias.

●Fim das terceirizações, privatizações e concessões.

●Concurso público e nomeação imediata dos concursos vigentes.

●Revogação do confisco de 14% sobre a parte dos proventos de inativos que ultrapasse o valor do Salário Mínimo – Sampaprev 2.

●Retomada imediata da mesa de negociação central e das mesas setoriais e bilaterais de negociação.

●Garantia de Revisão Geral Anual plena.

●Extensão aos aposentados de benefícios, abonos, bonificações e prêmios recebidos pelos servidores na ativa.

●Reajuste dos vales alimentação e refeição.

●Revogação das permissões aprovadas na Emenda 41 à LOM (Sampaprev 2) quanto a aumento de alíquotas extraordinárias, aumento de idades mínimas, redução de aposentadorias e pensões, bem como a segregação de massas.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault