Dirigentes Sindicais do SINESP Discursam em Audiência Pública

Aconteceu no SINESP

Diretoria do SINESP cobra respostas a demandas apontadas pelos RELTs como problemáticas no cotidiano da Rede Municipal de Educação

 A defesa da Educação Pública está entre os princípios do SINESP. Na audiência sobre Educação Infantil, promovida pela Comissão de Educação, Cultura e Esportes da Câmara Municipal, o SINESP pontuou temas que estão presentes no cotidiano da Rede. Muitos desses temas foram citados nas reuniões de Representantes dos Locais de Trabalho (RELTs) realizadas pelo Sindicato.

O SINESP cobrou do governo que o aumento de vagas na Rede seja criterioso, levando em conta a qualidade dos profissionais e não seja feito com baixos investimentos.

Os Dirigentes Sindicais Rosana Capputi Borges, Christian de Mello Sznick e Marcia Fonseca Simões estiveram no evento representando o SINESP. O representante da SME participou virtualmente.

 

Falas do SINESP apontam demandas levantadas na Rede

Os Dirigentes Sindicais do SINESP usaram os momentos de fala para destacar demandas levantadas pelos RELTs:

  • Revogação da implantação dos agrupamentos multietários nos CEIs que expressaram, previamente, o desejo de não receber esses agrupamentos;
  • Redução do número de crianças por turmas;
  • Solicitação de diálogo da Administração Municipal com as Entidades Sindicais;
  • Apresentação de Plano de Obras que contemple a Educação Infantil, onde se tem, a cada ano, aumento do número de crianças de 4 e 5 anos sendo atendidas em unidades parceiras, devido à falta de vagas na rede direta;
  • Necessidade de revisão dos módulos de quadro de apoio, em especial das EMEIs, que têm o quadro mais reduzido da Rede;
  • Necessidade de criação do cargo de Secretário de Escola na Educação Infantil;
  • Revisão do módulo de Coordenador Pedagógico em CEMEI e nas grandes unidades CEI e EMEI (luta congressual histórica do SINESP);
  • Transição da alimentação escolar nos CEIs considerando a mudança do modelo anterior para o novo, com redução de açúcar e sal;
  • Revisão da política de atendimento da Educação Especial em relação aos estagiários e Auxiliares de Vida Escolar, ampliando o programa, inclusive, para os Centros de Educação Infantil.
  • Melhora das condições de trabalho dos CEFAIs, com o aumento do número de profissionais. Dar estrutura para o NAAPA atender, além do Fundamental, a Educação Infantil.

O SINESP se mantém atento e participa das discussões em todas as instâncias, sempre lutando pela defesa do ensino público municipal. As demandas levantadas pelos RELTs são encaminhadas à SME e às DREs, em busca de soluções para os problemas enfrentados no cotidiano da Rede.

Confira a íntegra das falas dos dirigentes do SINESP na audiência pública:

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

0
0
0
s2sdefault